É possível reduzir o risco de câncer de mama?

Sim. Manter o peso corporal adequado, praticar atividade física e evitar o consumo de bebidas alcoólicas ajudam a reduzir o risco de câncer de mama. A amamentação também é considerada um fator protetor.

A terapia de reposição hormonal tem risco?

Sim. A Terapia de Reposição Hormonal (TRH), principalmente a terapia combinada de estrogênio e progesterona (os dois principais hormônios sexuais femininos), aumenta o risco de câncer de mama. O risco elevado de desenvolver a doença diminui progressivamente após a suspensão da TRH.

A TRH é o uso de hormônios para aliviar os sintomas relacionados à menopausa.

 

Quais são os sinais e sintomas do câncer de mama?

  • Caroço (nódulo) endurecido, fixo e geralmente indolor. É a principal manifestação da doença, estando presente em mais de 90% dos casos;
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido de um dos mamilos;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja.

Olhe, palpe e sinta suas mamas no dia a dia, para reconhecer suas variações naturais e identificar as alterações suspeitas.

Alterações suspeitas também podem ser avaliadas pelo exame clínico das mamas, que é a observação e palpação das mamas por médico ou enfermeiro.

Em caso de alterações persistentes, procure o Posto de Saúde.

Fontes

 

O conteúdo do site, como textos, gráficos, imagens e outros materiais são apenas para fins informativos e não substitui o conselho médico profissional, diagnóstico ou tratamento.